Conhecimentos, percepções e atitudes sobre alimentação da gestante adolescente.

 

 

Pesquisadoras: Sampaio, Helena Alves de Carvalho1, Dra.; Azevedo,

Daniela Vasconcelos de2

 

 

1. Professora Departamento Nutrição e Mestrado Saúde Pública CCS/UECE.

2. Professora Departamento Nutrição CCS/UECE. Aluna  Mestrado Saúde  Pública CCS/UECE.

 

A gravidez na adolescência é vista pela maioria dos autores como de risco do ponto de vista biológico, psicológico e social. Mesmo assim, muitos aspectos ligados à gestação em adolescentes, como ganho de peso e recomendações de nutrientes, continuam sem maiores investigações. Com o objetivo de aperfeiçoar o instrumento a ser utilizado neste estudo realizou-se estudo-piloto com 12 gestantes adolescentes atendidas no Serviço de Adolescentes do Hospital Albert Sabin Os tópicos abordados no instrumento foram: dados de identificação, de condições sócio-econômicas, de saúde e gestação atual, de alimentação e de conhecimentos, percepções e atitudes sobre alimentação.  As gestantes entrevistadas tinham entre 16 e 18 anos, possuíam o 1º grau incompleto, a maioria era solteira, estavam na 1ª gravidez e não faziam uso de álcool, drogas e fumo. Mais da metade delas possuía noções sobre cuidados na gravidez e sobre desnutrição e suas consequências nesta fase da vida. Todas elas souberam se expressar sobre o que seria uma alimentação adequada para elas, embora poucas tenham conseguido fazer a relação disto com a evolução da gravidez. Menos da metade delas referiram algum desejo e nenhuma referiu tabus alimentares. Com base nos resultados obtidos, apenas três perguntas do instrumento precisaram ser modificadas dentro do tópico  de conhecimentos e percepções. Observou-se que as gestantes entrevistadas não estavam habituadas a fornecer respostas longas, que demandem tempo de racionício, necessitando assim de maior detalhamento nas respostas dadas, bem como um redirecionamento no treinamento das pessoas envolvidas  no estudo.